5 dicas de manutenção preventiva em condomínios
17 de dezembro de 2020
Exibir tudo

07 dicas para síndicos de primeira viagem

Ser síndico de um condomínio é um função que exige, além de responsabilidade, muita dedicação e tempo. Gerir as contas, intervir nos conflitos entre condôminos, resolver problemas nas estruturas físicas e administrativas do condomínio, entregar os boletos para cada morador, calcular as taxas condominiais, organizar os agendamento de áreas comuns, são apenas algumas das funções que um síndico realiza. Se tudo isso já é difícil para um síndico experiente, imagina para quem não tem muita noção sobre a função e acabou de começar? Para um síndico que não possui muita experiência no ramo, não é raro encontrar dificuldades em administrar um local que é praticamente uma mini sociedade e, como toda sociedade, apresenta seus problemas e seus moradores insatisfeitos.Pensando nisso, a Seu Condomínio preparou uma lista com 7 dicas que vão ajudar bastante tanto os síndicos inexperientes quanto os que já possuem certa experiência no mercado.

  • O novo síndico deve conhecer, principalmente, as leis da legislação brasileira que dizem respeito aos condomínios. Fazendo isso, saberá quais deveres e quais direitos cada um tem.
  • Analisar o Estado no qual o condomínio foi entregue pela administração anterior também é outro fator importante, tendo em vista que todo um planejamento será feito em cima do estado financeiro atual no qual o condomínio se encontra. 
  • Se atentar à manutenção da estrutura física do condomínio, realizando uma vistoria geral e analisando todos os pontos e levantando cada requisito necessário para um possível e futura reforma.
  • Realizar a assembleia geral. A primeira de seu mandato é justamente a mais importante. Nela, serão definidos tetos orçamentários, novos itens que poderão ser adicionados ao Regulamento Interno, sorteio das garagens e outros pontos que forem importantes e necessários para a manutenção da ordem no condomínio.
  • Analisar os antigos contratos com fornecedores e prestadores de serviços do condomínio. Se possível, realizar cotações afim de encontrar preços mais baratos.
  •  Regularizar a situação dos moradores que estão em situação de inadimplência no condomínio.
  • Dialogar com moradores e funcionários, sabendo que serão apontados elogios e reclamações sobre a administração do condomínio. Procure ouvir atentamente à cada reivindicação e cada sugestão de melhoria. O bom contato e convívio com os moradores é um dos fatores que poderão dizer se a administração no decorrer do mandato será realizada sem maiores problemas.

Fonte: seucondominio.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda?